Sacerdotes, oferecei a Santa Missa para pedir o bom tempo!

Via ARS

Gostaríamos de mencionar a grande catástrofe natural dos últimos dias na região serrana do Rio de Janeiro, bem como a contínua destruição causada e as novas vítimas.

Até o momento desta postagem, algumas fontes já noticiam mais de 540 mortes. As cidades mais atingidas são Teresópolis, Petrópolis e Nova Friburgo.

Convidamos os sacerdotes do Rio de Janeiro e de São Paulo (bem como de outros estados, rezando por estes) a celebrarem o Santo Sacrifício e rezarem a Oração do Dia ad postulandam aeris serenitatem (“para pedir bom tempo”), dentre as Missas para diversas circunstâncias ou necessidades, lembrando que pode ser livremente rezada nos dias de semana do Tempo Comum, ou a Missa Ad postulandam serenitatem das Orationes diversæ, do Missal de 1962.


Assim se reza na Forma Ordinária:


Collecta


Omnípotens sempitérne Deus, qui nos et castigándo sanas et ignoscéndo consérvas, præsta supplícibus tuis, ut optáta áeris serenitáte lætémur, et pietátis tuæ donis ad glóriam nóminis tui salutémque nostram semper utámur. Per Dóminum nostrum…
(Ó Deus eterno e todo-poderoso, que nos curais pela punição e nos conservais pelo perdão, dai aos vossos servos alegrarem-se pela tão desejada serenidade do tempo e usarem sempre dos dons de vossa piedade para a glória do vosso nome e para nossa salvação. Por nosso Senhor…)
[A tradução para o português é minha. Para o texto oficial da oração em português, consultar o Missal Romano utilizado no Brasil.]


Na Forma Extraordinária temos a Missa (com Secreta e Postcommunio) na mesma intenção:

Oratio
Ad te nos, Dómine, clamántes exáudi: et áëris serenitátem nobis tríbue supplicántibus; ut, qui iuste pro peccátis nostris afflígimur, misericórdia tua præveniénte, cleméntiam sentiámus. Per Dóminum nostrum…
(Escutai, Senhor, os nossos clamores a vós, e concedei-nos a serenidade do tempo, a fim de que, afligidos justamente pelos nossos pecados, possamos sentir, por vossa misericórdia, a vossa clemência. Por nosso Senhor…)

Secreta
Prævéniat nos, quǽsumus, Dómine, grátia tua semper et subsequátur: et has oblatiónes, quas pro peccátis nostris nómini tuo consecrándas deférimus, benígnus assúme; ut, per intercessiónem Sanctórum tuórum, cunctis nobis profíciant ad salútem. Per Dóminum nostrum…
(Que a vossa graça nos preceda sempre, Senhor, e nos acompanhe, e aceitai benigno esta oblação, que vamos consagrar ao vosso nome, por nossos pecados, a fim de que, por intercessão dos vossos santos, nos aproveite a todos para a salvação. Por nosso Senhor…)

Postcommunio
Quǽsumus, omnípotens Deus, cleméntiam tuam: ut inundántiam coérceas ímbrium, et hilaritátem vultus tui nobis impertíri digneris. Per Dóminum nostrum…
(Suplicamos, ó Deus todo-poderoso, a vossa clemência, para que reprimais a inundação das chuvas e vos digneis comunicar-nos a alegria da vossa face. Por nosso Senhor…)

Pelas vítimas fatais pedimos a Deus: Requiem æternam dona eis, Domine.
Que ele também abençoe todas as equipes de busca e salvamento e todos os voluntários.
Advertisements

Deixe seu comentário aqui

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s