Uma escola voltada para a virtude e o estado democrático



Concedamos que, de fato, em uma sociedade democrática, a educação para a contemplação não possa se transformar em Lei de Diretrizes e Bases obrigatória para toda a nação. Tal obrigatoriedade seria contra o princípio democrático, que respeita a liberdade dos cidadãos que discordam deste tipo de educação; ou, mais precisamente, respeita a liberdade dos que discordam da existência daquela entidade a que os filósofos chamam de virtude e que, desde que não interfiram na liberdade de ninguém, querem a maior distância possível de uma vida virtuosa e que o Estado os ampare nesta sua decisão. Nada impediria, porém, que se houvesse pessoas que reconhecessem a excelência da virtude e da contemplação, estas mesmas pessoas organizassem uma escola baseada nestes princípios e que pudesse ser freqüentador por todos aqueles que assim o desejassem. Isto lhes seria reconhecido como um direito, amparado pela sociedade democrática. Parece, portanto, que mesmo em uma sociedade democrática pode-se, ao contrário do que foi afirmado antes, implantar-se uma educação para a contemplação, para todos os que assim o quisessem.

Porém, examinadas as coisas mais atentamente, se isto fosse possível, verificaríamos que tais escolas seriam pequenas sociedades não democráticas sob a tutela jurídica de uma sociedade democrática politicamente superior; de onde se seguiria novamente a conclusão de que uma sociedade democrática não é suficientemente perfeita para promover, enquanto tal, este tipo de educação.

Dissemos, entretanto, se isto fosse possível, porque uma situação como esta não seria algo facilmente sustentável. O ser humano é um animal naturalmente político, que necessita, portanto, por esta razão, não apenas da escola, mas da verdadeira e plena sociedade para o seu aperfeiçoamento. Uma escola organizada nestas condições não contaria com amparo positivo algum por parte da sociedade a que pertence para o aperfeiçoamento que pretende de seus alunos; a sociedade democrática, enquanto tal, seria incapaz de compreender o que estaria acontecendo naquela escola: a forma especial de educação que ela ministra seria um problema interno que nada teria a ver com a sociedade; esta prestaria um auxílio meramente negativo, na medida em que tutelaria a escola contra os que desejassem negar diretamente o seu direito de existência.

Mas a sociedade democrática que assim agisse estaria indo contra um dos princípios fundamentais do Comentário à Política: aquele segundo o qual não é apenas para existir ou viver que os homens se reuniram em sociedade; ao contrário, a natureza do homem é tal que ele necessita da própria sociedade, e não apenas da escola, para alcançar o fim último de sua vida, e nada pode substituí-la neste papel, pois trata-se de algo que pertence à natureza do homem enquanto tal. A sociedade que apenas garante o direito de existência de uma escola como esta está simplesmente se omitindo naquilo que é precisamente o seu dever fundamental.

Ademais, ainda que uma escola como esta se dispusesse a existir em uma sociedade democrática, é uma anomalia que a parte seja hierarquicamente superior ao todo. Um general dificilmente conseguirá seguir a carreira de cabo, ainda que o queira, e ainda que as instituições jurídicas o amparem. Se não por outros motivos, os demais cabos e sargentos procurarão encontrar um modo de impedir-lhe a carreira. Não se pode dizer que seja impossível que ele persevere, mas é grande a possibilidade de que ele acabe sendo expulso ou que, com o tempo, vá perdendo as qualidades próprias de um general.

Por conseqüência, devemos concluir que a educação para a contemplação exige como pressuposto uma sociedade estruturalmente comprometida com o bem máximo do homem, uma sociedade em que suas instituições e suas leis, mais do que ao ideal da liberdade, estejam voltadas para o ideal da virtude, absolutamente considerada.

Advertisements

Deixe seu comentário aqui

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s