JMJ, o que pensar sobre?

Por Allan Dos Santos


E depois que o Senhor me deu irmãos, ninguém me mostrava o que deveria fazer, mas o próprio altíssimo me revelou que eu deveria viver segundo a forma do Santo Evangelho.
(Fontes Franciscanas)
Muitos podem dizer, não sem razão, que a JMJ não passa de um puro “oba, oba”. E se você sabe dos problemas existentes na profunda crise da Igreja, decorrente dos erros modernistas, realmente isso é a primeira conclusão que você pode ter de longe ao ver o maior evento da face da Terra. Entretanto, é bem mais que isso, por mais que muitos manipulam o evento para injetarem suas pérfidas ideologias modernistas.

Se por um lado esta conclusão de que a JMJ é mera festinha de jovens sem compromissos com a verdadeira Fé é sim verdadeira, por outro lado, não só de “oba, oba” vivem os jovens Católicos no mundo inteiro. Eu vi inúmeros sacerdotes, religiosos e leigos rezando o rosário, o ofício divino, adorando o Santíssimo Sacramento e outros atos de piedade.

Eu fui líder e guia espiritual de um amável e especia grupo americano que não entendia porque a liturgia no Brasil é tão estranha, com respostas inexistentes (como a da oração eucarística, por exemplo), com palmas que não acabam e descaso com o Senhor no Santíssimo Sacramento.
Costumo dizer que num Xadrez as diversas peças têm a sua utilidade ímpar, seja para atacar, seja para defender. E ir contra a JMJ é uma atitude revolucionária e uma perda de oportunidade! É deixar que joguem com as nossas peças, uma vez que podemos ir, pouco a pouco, dando movimentos nesta batalha! Vale ressaltar com grande entusiasmo a oportunidade única de entrevermos o Céu, isto é, os Católicos do mundo todo em um mesmo lugar! Compartilhar a fé com os africanos, chorar com eles e perguntar como é ser Católico com as perseguições que sofrem das tribos, como é ser Católico na China comunista, ou na Venezuela, ou como é ser Católico num país muçulmano, como é ser católico num país secularizado como os países europeus, como é ser católico na Índia, Taiwan, Nova Zelândia, Escócia, Rússia, Alasca (EUA), Argentina, Chile (chi, chi; le, le; chi chi chi, le le le VIVA CHILE!) […].
Exausto e feliz com um buraco imenso de saudade no meu peito, lágrimas que não param de rolar quando lembro cada sorriso lindo da Juventude Católica, cada sacrifício feito por um simples Católico em sua paróquia seja lá de onde veio […], não tenho forças de olhar o real e concreto “oba, oba” que NADA é perto da Fé destas almas lindas que conheci!
A JMJ é uma experiência única! Vale muito a pena estar com nossos amados irmãos na Fé que um dia esperamos encontrar no Céu!
Para concluir, posso dizer que eu nao compreendia muito bem que DEUS tinha me dado TANTOS IRMÃOS, como disse São Francisco de Assis! O Senhor me deu irmãos!
Tenho um milhão de coisas para falar, mas ainda estou digerindo tudo! Foi lindo demais! Vejam as fotos no álbum do Facebook clicando AQUI.
Advertisements

Deixe seu comentário aqui

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s